expr:content='data:blog.isMobile ? "width=device-width,initial-scale=1.0,minimum-scale=1.0,maximum-scale=1.0" : "width=1100"' name='viewport'/> Cineasta Luiz Rangel: Setembro 2011

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

A Vergonha do Audiovisual Gaúcho - Toda Ação Gera Uma Reação, Como Já Dizia Newton

Público Presente na Primeira Mostra AGAUVI Realizada em 2007 Em Conjunto com o Gramado Cine Vídeo


Alguém uma certa vez disse que quando algo está no poder, em paralelo outras forças vão se movimentando e se fortalecendo, não sei se isso é uma verdade absoluta, não acredito em verdades absolutas, acredito somente no que é verdade. Como disse Raul Seixas: "Que o mel é doce é coisa que me nego afirmar, mas que parece doce eu afirmo plenamente". Sendo assim o inesperado aconteceu:

Foi criada a AGAUVI (Associação Gaúcha de Audiovisual) com o intuido de se defender contra entidades de classe (diga-se de passagem associações, fundações e institutos privados) que se consideravam "donas" do cinema realizado no Estado do Rio Grande do Sul. Óbvio que a AGAUVI se defendendo, começou a defender aos que a ela se agregaram.

O absurdo e falta de noção de tais entidades eram tamanhos que não se contetavam em somente dividir a premiação das mostras e prêmios que ocorriam no estado, resolveram também que escolheriam quem deveria ou não existir e sabe como isso foi feito?

Vou contar:

Darei como exemplo a Mostra Gaúcha que sempre ocorreu em parceria com o Festival de Cinema de Gramado. Esta mostra tinha como caracteristica principal exibir todo e qualquer tipo de produção realizada no Estado do Rio Grande do Sul que possuisse como suporte de finalização as bitolas 16 e 35mm, claro que no fundo esta exigencia já era uma forma de filtrar a produção gaúcha que era produzida no estado, pois sabemos do alto custo da finalização em pelicula e eram poucos que se "arrebentavam" e bancavam do próprio bolso para finalizar seus filmes nestes formatos e te-los exibidos no festival. É claro que estes nunca eram premiados, os prêmios sempre foram dados dos mesmos para os mesmos, duvidam? Então pesquisem os ultimos laureados nos ultimos 20 anos, verão que só eles são geniais e inteligentes a ponto de serem reconhecidos no estado.

Festival de Cinema de Gramado

Não bastando esta " festa de familia", este "clube fechado" decidiram que deveriam fechar mais ainda, acha que isso era impossivel? Mas não foi, no ano de 2006 excluiram do festival a bitola 16mm e isso foi fatal para inumeros realizadores, mas...



O Cineasta e Então Presidente da AGAUVI, Luiz Rangel, Iniciando a Primeira Mostra AGAUVI

...como no ano seguinte algumas "personas non gratas" continuaram participando e conseguiram finalizar e exibir em 35mm eles resolveram fazer o seguinte:

Aceitar todo o tipo de suporte de finalização (até mesmo DVD), que legal né? Aí você vai dizer:

Alto lá, então democratizaram de vez!

Errado! Pois esta mudança veio acompanhada de um critério, ou seja, só são exibidos filmes escolhidos por determinadas entidades de classe (lembra das que eu disse acima? São as mesmas) e impressionatemente são escolhidos somente os gênios (lembra dos gênios que disse também acima? exatamente...) Sem falar que neste ano exclusivamente o festival aceitou filmes depois do prazo de inscrição ter sido encerrado e pasmem, estes filmes foram os premiados.

Curta Metragem Independente Que Foi Feito Com Fatos e Diálogos Reias de Algumas Reuniões de Algumas Entidades Que Se Dizem Representar o Cinema Gaúcho

Resultado, hoje temos uma Mostra Gaúcha que perdeu qualidade, perdeu debate e acabou prejudicando até mesmos alguns membros da antiga familia, pois basta "papai" estar brigado com " mamãe" que "filhinho" não vai mais pra festinha que dá trofeuzinho douradinho e plaquetinha com chequinho, snif, snif...

Agora!

É importante colocar que no ano de 2006 estive (eu Luiz Rangel) presente no gabinete do deputado Ronaldo Zuque PT-RS (parlamentar responsável pela lei de alteração da Mostra Gaúcha) e expliquei em que acarretaria a mudança proposta pelos "donos" do cinema gaúcho, devo dizer que fui muito bem atendido, porém ignorado em relação a um posicionamento sobre as questões que levei em nome da AGAUVI, semanas seguintes o Sr. Deputado Ronaldo Zuque aceitou as propostas dos "donos" e fez a "denocratização" proposta.

Preste atenção!

É que vem de encontro a frase de dito neo popular "o universo conspira", bom se o universo conspira eu não tenho certeza, mas tenho a certeza de alguns realizadores comprometidos com o audivisual e indignados com as injustiças resolveram conspirar e o que aconteceu?

Foi criada a Mostra AGAUVI que nestes ultimos quatro anos vem conseguindo mostrar a realização audivisual independente feita no estado do Rio Grande do Sul e sabe o que tem acontecido?

Vídeo da Primeira Mostra AGAUVI Realizada no 16º Gramado cine Vídeo em 2007

Lembra do "filhinho" que não pode ir pra festa?

É, esse mesmo!

Tem anualmente batido na porta da AGAUVI pedindo pra mostrar o filme dele que ficou de fora da outra mostra, triste não é?

A melhor maneira de se ganhar, é quando todos ganham. Monarquias tem caido a cada ano no mundo, exatamente porque ninguém quer suportar reis, reis que ficam em seus tronos ditando ordens e sendo bajulados por quem se considera inferior, todos querem que a coletividade saia ganhando e que a diversidade conviva em paz, não há mais espaço para panelas.

Luiz Rangel e o Símbolo do Gramado Cine Vídeo, O Galgo Alado

Agora a coisa não para por aí, recebo constantemente de determinadas entidades e grupos jurassicos comunicados de Maratonas de Cinema Gaúcho, advinha quais filmes estão presentes nestes eventos que custam uma grana de verba pública?

Um abraço a todos,


Luiz Rangel

Se quiser ver o Vídeo no Facebook:




quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Carlo Mossy, Um Mestre!

Para quem não sabe (afinal não é de se estranhar, pois dificilmente o público sabe os nomes de produtores e diretores), Carlo Mossy é um dos maiores nomes do cinema brasileiro.

Nascido em Tel Aviv em 1946 de pais poloneses de Varsóvia, veio para o Brasil ainda criança por causa do nazismo que assolava o resto do mundo. Já na adolescencia Mossy começou a sua carreira, viajando o mundo todo e conhecendo grandes estúdios e astros internacionais pelo mundo.


Grandes nomes como José Wilker foram lançados por Mossy e atualmente Mossy se dedica a novos projetos e serve constantemente de consulta para novos cineastas, seus trabalhos são referencia de um cinema realizado no Brasil de baixo custo, agrado popular e sucesso de bilheteria.

José Wilker em seu primeiro filme ao lado de Carlo Mossy

Um dos trabalhos mais recentes deste nosso grande mestre foi sua participação no Longa Metragem Réquiem Para Laura Martin com direção de Luiz Rangel e Paulo Duarte, ao lado de nomes como Luciano Szafir, Claudia Alencar e Anselmo Vasconcellos.Luciano Szafir, Carlo Mossy e Luiz Rangel em Gramado/RS durante as filmagens de Réquiem Para Laura Martin


Os Filmes de Carlo Mossy além de terem sido recentemente lançados em DVD, também passam constantemente no Canal Brasil.

Carlo Mossy é um patrimônio de nosso país e orgulhosamente posso dizer que além de colega, sou seu amigo.


Carlo Mossy e Luiz Rangel em entrevista no 36 Festival de Cinema de Gramado de 2007

Para Ver no Facebook




Um abraço a todos,

Luiz Rangel


segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Matando a Saudade dos Filmes da Hammer

Só quem é cinéfilo de carteirinha conhece os filmes da Hammer e as demais produtoras da época que seguiam a mesma linha.



Nesta época que eu particularmente considero um período áureo, grandes astros se firmaram e criaram escola, entre eles Christopher Lee, Vincent Price, Peter Cusching e é claro, o eterno Boris Karloff.

Filmes de baixo orçamento eram feitos com o intuito de bater de frente com os grandes estúdios americanos, para quem não sabe a Hammer era inglesa, mas conseguia exibir seus filmes para todo o mundo.

Hoje a
Hammer voltou, lógico que ela não é mais como era antigamente, os tempos mudaram e a proposta também mudou, mas para lembrar os filmes da antiga eu fiz este curta com alguns alunos das minhas oficinas, espero que gostem:



Curta Metragem Vamos Acender a Luz? Realizado em uma das oficinas de 2009

Para ver no Facebook







Um abraço,

Luiz Rangel

Tudo é Cinema!

A vida é cinema, o dia a dia é cinema, o sonho é cinema, o amor é cinema, o ódio é cinema e é claro:

Um Fusca também é cinema!

Isso aconteceu em 2000, estava tão novo, bons tempos!

Tudo se resumiu em um único argumento, o que poderia ser pior do que um Fusca 69?

Um Fusca 68?

Uma FIAT 147?

Não, como sempre a vida surpreende!



E como surpreende!


É Tosco? Com Certeza Não!

Muitas vezes sou questionado sobre qualidade técnica de alguns trabalhos e realmente até entendo alguns questionamentos, afinal são feitos por pessoas que não entendem ou de cinema ou de audiovisual (redundância proposital, rsrsrs).

Encontramos muitos críticos que sabem tudo de cinema, porém nunca pegaram numa câmera e muito menos escreveram um simples roteiro, são críticos simplesmente porque assistem aos trabalhos dos outros, coisa boa né?

O cara nunca fez nada, mas entende de tudo!

Bom vamos falar sério agora, pode ser?

Um filme muitos dizem que é simplesmente um filme, outros dizem que é uma obra que entra para eternidade, alguns acreditam que seja um filho (até concordo com esta linha de pensamento), pra mim um filme é o significado da existência de um cineasta, ou seja, não deixa de ser um filho para um pai de verdade.

Acreditando nesta importância que um filme realizado por mim tem em minha vida, que defendo toda e qualquer obra minha (filho meu) e a melhor maneira de defende-la é me preocupando com a sua concepção.

Por isso os trabalhos já realizados pela LCR Imagem Produtora independente de terem sido feitos ao longo de mais de 15 anos em suportes analógicos ou digitais e muito menos se foram em 8mm, Super 8mm, 16mm, 35mm, Beta Cam, Beta Digital, DV Cam, Mini DV, HDV, 2K ou 4K, sempre chegaram onde deveriam chegar e permaneceram onde estão, que nada mais é do que o gosto comum de quem assiste. O público é o nosso principal jurado e o aplauso é a nossa verdadeira opinião crítica.

Eu, meus atores, meus alunos e colaboradores temos o prazer e a satisfação de sempre recebermos elogios por nossos trabalhos e isso é o verdadeiro prêmio e reconhecimento que mais alegra a vida de qualquer profissional, pai, realizador, diretor e antes de tudo humano.


Veja no Facebook




Enfim, era isso...








Fazer com TESÃO é o Caminho Certo!


Um detalhe muito impo
rtante no meu jeito de fazer cinema é que faço um cinema brasileiro e como todo brasileiro meu cinema tem sentimento, é comprometido com a brasilidade, tem vísceras expostas e mesmo quando se trata de uma estória de amor ou comédia abordo sempre as vicissitudes humanas, afinal qual ser humano e antes de tudo brasileiro que não possui anseios e frustrações?


Luiz Rangel nas filmagens de Causas e Conseqüencias

Acho muito interessante quando colegas abordam David Linch, Godard e afins, mas na verdade curto mais Carlo Mossy, Mazzaropi, José Mojica Marins, Sérgio Rezende, Lima Barreto e Zelito Viana, entende?

Gosto do nosso tempero, gosto da nossa história, gosto de nossas personalidades e de nossos cenários, nisso sim, se resume o meu cinema.

É Claro também gosto de bons filmes ruis, por que não assistir a um X-Men, Homem Aranha e afins? Adoro! Mas o meu cinema definitivamente é 100% brasileiro, mesmo quando a proposta é fazer algo "cult".


Agora a grande pergunta de sempre, como faço isso?

Simples resposta, me baseando na essência, na verdade brasileira, que se resume simplesmente em seu povo.



Tá, agora você me pergunta e daí?

Respondo:

Trabalhando o elenco com as suas maiores dores, prazeres e anseios e isso meu caro ou minha cara, só trabalhando comigo pra saber, mas se você quiser uma pequena mostra segue abaixo alguns vídeos de ensaios e oficinas ministradas por mim.












Se é isso que você como ator ou técnico procura, está esperando o que?

Um abraço,

Luiz Rangel

domingo, 25 de setembro de 2011

Uma Manhã de Sábado, Alguns Alunos, Uma Câmera e Eu...

Mais um resultado que tenho orgulho de mostrar, um trabalho singelo (feito em 2005) no qual só trouxe alegrias, tanto pra mim quanto para os alunos envolvidos.

Realizamos este filme praticamente sem recursos, somente com vontade e talento, um trabalho que não demorou três horas pra ser feito.




Espero que tenham gostado.

Um abraço a todos,

Luiz Rangel

Qual A Diferença Dos Cursos Ministrados Por Luiz Rangel?

O pessoal normalmente pergunta por que as minhas oficinas ou workshops são diferentes dos demais, a resposta é sempre a mesma:

" Faça e veja o resultado final"

Particularmente vejo inumeros trabalhos realizados de outras oficinas e curtas postados na Internet e mostrados até com um certo orgulho por seus participantes, mas deixo que o próprio público assista aos trabalhos realizados por outros e os meus e façam o seu julgamento, afinal não sou eu que tenho que falar de mim e sim o meu trabalho tem qua falar por ele mesmo, correto?

Sempre me orgulhei de há mais de dez anos realizar o trabalho que realizo e não só poder mostra-lo, mas também de tê-lo hoje em midias importantes como o Canal Brasil e outros canais até mesmo internacionais.

Nessa trajetória com mais de 50 filmes realizados entre eles curtas, médias e longas metragens sinto que no inicio da minha vida fiz a escolha profissional certa e não a troco por nada neste mundo, sendo assim deixo aqui em aberto o convite para vir fazer parte deste universo, mas saiba que para fazer parte dos meus grupos de trabalho você passa por pré requisitos e é felizmente a isto que o nosso trabalho tem cada vez se firmando mais e rompendo fronteiras.

De filmes com mega estrutura a filmes totalmente de guerrilha temos conseguido mostrar o nosso diferencial, assistam abaixo um curta que foi realizado em somente uma noite, com uma equipe de seis pessoas e praticamente sem dinheiro e comparem a outros trabalhos feitos por aí e respondam quanto tempo mais você vai demorar para fazer a escolha certa, ok?



Curta Metragem Vai Sobrar Carne, Realizado Através das Oficinas de Cinema e TV Luiz Rangel

Para Ver no Facebook:






Nos Acompanhe Em Nossos Perfis, Grupos e Páginas do Facebook, Assim Vão Ficar Informados de Tudo!

A diferença do nosso trabalho é que além de inteligente e bem feito, pode ser mostrado em qualquer lugar que você venha batalhar uma vaga ou necessitar mostrar bons trabalhos anteriores.

Quer Maiores informações? Manda um e-mail pra renatarios@cinebr.com.

Um forte abraço,

Luiz Rangel

sábado, 24 de setembro de 2011

Quem Tem Medo da Verdade? Ah Se Isso Voltasse...

Em 1968 a TV Record (não tem nada a ver com a atual TV Record) colocava no ar um programa chamado "Quem Tem Medo da Verdade", este programa era comandado pelo grande diretor Carlos Manga.


Silvio Santos Defende o Cantor Roberto Carlos no Terceiro Bloco do Programa

Neste programa artistas eram levados ao estudio e passavam por "acusações", onde eram indagados até mesmo sobre sua vida pessoal, maneira de se vestirem, hábitos e pensamentos, em seguida tinham uma defesa e assim o público na realidade era o verdadeiro juiz.

Apesar de aparentar não ser um formato politicamente correto (haja visto que Carlos Manga apresentava o programa fumando), o programa acabava fazendo o que não temos hoje em dia, ou seja, conhecer bem quem pagamos para ouvir, ver ou ler.Eu particularmente na minha posição de artista acredito que a conduta pessoal é problema de cada um, porém como pai, empresário e cidadão que paga mais de R$ 250,00 de Tv por Assinatura por mês, me importo muito com os programas, obras e idolos que meu filho assiste e venha por ventura se espelhar, sendo que para ser artista tenho que antes de tudo ser pai, empresário (pago muito imposto) e cidadão (pago mais imposto ainda), acho que se uma proposta semelhante ao " Quem Tem Medo da Verdade" atualmente na Tv seria muito interessante.

Para quem viveu a época segue um dos programas compactados e divididos em três blocos, para quem não viveu, assiste e faça você mesmo o seu julgamento.


Bloco I


Bloco II


Bloco III




quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Tv Na Internet?


Existe realmente TV que passe na Internet?

Boa mesmo só existe uma e de graça!






Pessoal Quer Assistir o Melhor da Programação da TV a Cabo do Rio Grande do Sul?

Então Clica no
www.poatv.org , por acaso os meus programas estão passando lá durante a semana inteira!

Um abraço a todos,


Luiz Rangel

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Prêmio Que Não É Vendido!

Todos sabemos como é comum alguns prêmios e reconhecimentos que são vendidos, ou seja, pagamos para receber, não é verdade?

Tem uma galera aí que adora ligar pra gente e dizer que fomos "laureados" por sermos os melhores em alguma coisa, em seguida nos falam o valor e as condições de pagamento para se definir o tamanho do troféu ou o que vem escrito nele.

Bom isso vai de cada um, eu particularmente nunca paguei pra ser reconhecido, homenageado ou ganhar um troféu.

Todos os que recebi e ganhei até hoje durante a minha vida foram dados por festivais sérios e instituições inquestionáveis e um deles tenho eternamente o orgulho de mostrar, que é o Prêmio José Lewgoy de Cinema Gaúcho que é oferecido pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul, este dispensa apresentações.

Divido com vocês o feito:

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Sonho Que Se Sonha Só, É Só Um Que Se Sonha Só...

Agradeço a todos os que sonham junto comigo e fazem o sonho virar realidade.
Compartinham a minha loucura e a tornam uma realidade saudavel.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Longa Metragem Réquiem Para Laura Martin

Um bom trabalho se deve a bons parceiros, não é verdade?
Toda a equipe e produção do Longa Metragem Réquiem Para Laura Martin agradece.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Nova Sede AGAUVI em Gramado/RS

Orgulhosamente...



... a AGAUVI (Associação Gaúcha de Audiovisual) informa que inaugura nesta sexta feira (16/09/2011) a sua nova sede em Gramado, no Parque Hotel, ao lado do Centro Municipal de Cultura de Gramado.

Tudo isso se deve a uma parceria estabelecida entre a AGAUVI e a Prefeitura de Gramado, através da Secretaria de Cultura de Gramado.

Mais um pequeno passo da AGAUVI que simboliza uma grande conquista para todos os seus associados.

Atenciosamente,

Luiz Rangel

Presidente AGAUVI


Fotos Nova Instalação AGAUVI

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Coisas Que Ninguém Entende

Não dá pra entender o que faz uma classe artistica sofrer falta de recursos.
Não dá pra entender como um festival sério e inovador pena por questões que não lhe são devidas.
Não dá pra entender como é dificíl fazer cultura em um país que todos gostam de interterimento.
Não dá pra entender a rivalidade interna que assola o crescimento no meio cultural.
Ego tem que ser saudável e não doentio.
Vida longa ao Gramado Cinevideo e ao Granimado!

domingo, 11 de setembro de 2011

Sou ator, sou atriz e nunca me chamam pra fazer nada, qual seria o principal motivo?

Sabemos da importância de um videobook na apresentação profissional.

No entanto, os vídeos books – geralmente – NÃO atendem as necessidades na hora de uma rápida e inicial seleção.

São centenas e milhares de currículos e vídeos que chegam, porém nada que revele o talento que cada um possui.

Pensando nisso, a LCR Imagem Produtora oferece uma nova proposta que atenda as necessidades de avaliação e primeira impressão a Diretores e Produtores, garantindo assim a qualidade de apresentação dos diversos personagens que há em você!

São três dias de preparação para a realização do vídeo book. Inicialmente com preparação de interpretação: improvisos, diálogos e construção de personagens (figurino, perfil psicológico, caracterização física, truques). E a seguir a gravação.

Todo o trabalho é realizado com assessoria pedagógica, com suporte de profissionais e dirigido pessoalmente pelo Cineasta Luiz Rangel – profissional o qual sabe bem o que é “perder” vários profissionais por não receber um material com apresentação adequada. E todo o trabalho já realizado, aí sim, poderá ser incluído para enriquecer seu vídeobook, como currículo. Incluimos também – caso já tenham – fotos profissionais e cenas de trabalhos realizados.

A imagem fala por si. E é pensando em sua imagem que oferecemos esta oportunidade de realizar seu vídeobook de forma que atenda as necessidades do mercado e abra portas por sua apresentação.

Agende já a data para seu trabalho. Não perca tempo, pois o mercado não espera!

OUTRAS FORMAS DE VIDEOBOOK que realizamos:

- Montagem de fotos

- Montagem de imagens de trabalhos

- Montagem de imagens de trabalhos e fotos

Em OUTUBRO o Cineasta Luiz Rangel estará no RJ para realizar este trabalho atendendo todos que não possam estar presentes em Gramado, RS, para realizar seu videobook.

Você receberá a matriz e uma cópia em DVD. Além de divulgação nas redes sociais através de armazenamento no You Tube para incluir em seu site, blog, facebook, orkut, mailling...

Além de todos saberem que Luiz Rangel sempre inclui seus alunos em seus trabalhos e se encontra atualmente na pré produção e pré seleção de seu novo longa metragem, o Inferno 70.

Inscreva-se já e garanta a sua participação.

Não conhece nosso trabalho?

Não acredito!

Então veja alguns:

http://www.youtube.com/watch?v=d3I89L3u1TI

http://www.youtube.com/watch?v=NogsoDngArM

http://www.youtube.com/watch?v=QHTDY3qobbQ

http://www.youtube.com/watch?v=DKT7pyXEf_I

Renata Rios

renatarios@cinebr.com

54-8104.9754 (TIM)

LCR Imagem Produtora

Talento é resultado de dedicação e humildade

Luiz Rangel deitado no asfalto, gravando uma tomada do filme "Como Se Atravessa" 2005


Sou arrogante?
Sou.
Sou pretencioso?
Sou.
Tenho um Ego do tamanho do mundo?
Tenho.
Mas sabe por que?
Porque todo diretor de cinema é assim, mas tem uma grande diferença, eu posso, pois o profissional que sou me permite isso, afinal compenso com a humildade que possuo em fazer o meu trabalho, quantos diretores deitariam no chão de uma rua para fazer o enquadramento perfeito e sairiam de suas cadeiras, ao invés de ficarem berrando com seus assistentes?

Até hoje só conheci um.

sábado, 10 de setembro de 2011

Filho de Peixe...

Primeiro Corte do Filme "Causas e Conseqüências"

Filme realizado em Gramado com a participação do ator e apresentador do Programa o Último Passageiro, Mário Frias.
Curta 100% Independente e se encontra em fase de finalização.



Coletiva de Imprensa Realizada no Hotel Pampas da Serra